sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Dinah, Shechem e a "serpente"

Por Yochanan ben Avraham

Shabat Shalom Chaverim (amigos)

A sedrá desta semana nos tráz uma história muito significativa, pois a mensagem contida no episódio ocorrido com a filha de nosso patriarca Ya'akov nos alerta contra os perigos da sedução e do "vale da indecisão"...

Tudo começa com a chegada de Ya'akov e seus filhos a um lugar chamado Shechem. Esta localidade, (que atualmente é conhecida como "Nablus" na Cis-Jordânia) está situada entre  os montes Ebal e Gerizim ! Isto, por si só, já desperta nossa mente para um entendimento mais profundo pois os montes Ebal e Gerizim fazem parte de um momento extremamente importante na história dos israelitas, vejamos D'varim (Deuteronômio)11.29 e 27 12 e 13:

והיה כי יביאך יהוה אלהיך אל הארץ אשר אתה בא שמה לרשתה--ונתתה את הברכה על הר גרזים ואת הקללה על הר 
עיבל

(Ora, quando o YHWH teu Elohim te introduzir na terra a que vais para possuí-la, pronunciarás a bênção sobre o monte Gerizim, e a maldição sobre o monte Ebal)

אלה יעמדו לברך את העם על הר גרזים בעברכם את הירדן  שמעון ולוי ויהודה ויששכר ויוסף ובנימן
ואלה יעמדו על הקללה בהר עיבל  ראובן גד ואשר וזבולן דן ונפתלי

(Quando houverdes passado o Jordão, estes estarão sobre o monte Gerizim, para abençoarem o povo: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim;
e estes estarão sobre o monte Ebal para pronunciarem a maldição: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali.) 


Tambem no sefer D'varim (Livro de Deuteronômio) perek (capítulo) 30 passukim (versículos) 15 ao 20 saberemos exatamente o que isso significa:

 ראה נתתי לפניך היום את החיים ואת הטוב ואת המות ואת הרע
אשר אנכי מצוך היום לאהבה את יהוה אלהיך ללכת בדרכיו ולשמר מצותיו וחקתיו ומשפטיו וחיית ורבית--וברכך יהוה אלהיך בארץ אשר אתה בא שמה לרשתה
ואם יפנה לבבך ולא תשמע ונדחת והשתחוית לאלהים אחרים--ועבדתם
הגדתי לכם היום כי אבד תאבדון  לא תאריכן ימים על האדמה אשר אתה עבר את הירדן לבוא שמה לרשתה
העדתי בכם היום את השמים ואת הארץ--החיים והמות נתתי לפניך הברכה והקללה ובחרת בחיים--למען תחיה אתה וזרעך
לאהבה את יהוה אלהיך לשמע בקלו ולדבקה בו  כי הוא חייך וארך ימיך--לשבת על האדמה אשר נשבע יהוה לאבתיךלאברהם ליצחק וליעקב לתת להם  {פ

Vê que hoje te pus diante de ti a vida e o bem, a morte e o mal.
Se guardares o mandamento que eu hoje te ordeno de amar a YHWH teu Elohim, de andar nos seus caminhos, e de guardar os seus mandamentos, os seus estatutos e os seus preceitos, então viverás, e te multiplicarás, e YHWH teu Elohim te abençoará na terra em que estás entrando para a possuíres.
Mas se o teu coração se desviar, e não quiseres ouvir, e fores seduzido para adorares outros deuses, e os servires,
declaro-te hoje que certamente perecerás; não prolongarás os dias na terra para entrar na qual estás passando o Jordão, a fim de a possuíres.
O céu e a terra tomo hoje por testemunhas contra ti de que te pus diante de ti a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,
amando a YHWH teu Elohim, obedecendo à sua voz, e te apegando a ele; pois ele é a tua vida, e o prolongamento dos teus dias; e para que habites na terra que YHWH prometeu com juramento a teus pais, a Avraham, a Yits'chak e a Ya'akov, que lhes havia de dar.

Ou seja. poderiamos dizer que estar acampado entre o Ebal e o Gerizim significaria estar entre a benção e a maldição, e sabendo que a benção é obedecer os mandamentos estatutos e Leis do Eterno e a maldição a desobediencia a estes mesmos mandamentos, podemos fazer uma reflexão sobre isto e conjecturar sobre o momento psicológico e espiritual da jovem Dinah...
Flávio Josefo em sua obra "A História dos Hebreus" no 18º capítulo escreve o seguinte:

Ya'akov, por sua vez, dirigiu-se a um lugar denominado Sukot, que ainda hoje conserva esse nome, e de lá a Shechem, que é uma cidade dos cananeus. Aconteceu então que ali se realizava uma festa, e Dinah, única filha de Ya'akov, aproximou-se para ver de que maneira as mulheres daquele país se vesti­am. Shechem, filho do rei Chamor, achou-a tão bela que a carregou e abusou dela.

Como podemos perceber, a jovem Dinah que, para alguns comentaristas da Torah, tinha entre 12 e 15 anos, se encaixa perfeitamente no adágio popular que diz : "A curiosidade matou o gato." Portanto, podemos dizer que uma filha de Israel (Ya'akov) estava acampada entre a benção e a maldição, muito provavelmente em dúvidas sobre que caminho seguir e foi justamente esta provável dúvida que abriu a brecha para que um astuto e ardiloso inimigo se aproximasse! Amados, quantos filhos e filhas de Israel se encontram nessa situação atualmente, entre a benção (obediência a Torah)) e a maldição (desobediência a Torah)...'coxeando' entre dois pensamentos ? Não nos enganemos, se YHWH é Elohim, vamos seguí-lo!

 Shechem e a Serpente

Shechem era o nome da cidade mas também do príncipe daquela cidade, que por sua vêz, era filho de Chamor que segundo a Torah fazia parte do povo "chiwi. Muitas coisas extremamente importantes e até surpreendentes derivam destes fatos, vejamos: A arqueologia tem descoberto objetos de culto a serpente desde pelo menos a idade do bronze, em várias cidades pré-israelitas em canaã: duas em Megido, uma em gezer, uma no sanctum sanctorum em Hazor e dois em Shachem...(seria coincidência ?)
Outra coisa a se destacar e que a palavra Chiwi/Chivi (nome do povo do pai de Shechem) é idêntica a palavra aramaica para serpente (chawia/chavia)! Estaria a Torah querendo nos dizer algo a mais?
No hebraico, a palavra para serpente é "nachash", que parece derivar do verbo "nachash", que apesar de ter a mesma grafia, possui pronuncia diferente, e significa dentre outras coisas 'sibilar', 'sussurrar', também pode significar 'adivinhar', 'encantar' e etc. estes últimos significados podem estar associados as praticas de algumas feiticeiras que eram chamadas "ptonisas" (como a que prestou serviços ao rei Saul em Shmuel alef/ 1º Samuel 28 . Com isso em mente, observem que ao se encontrar entre a benção e a maldição, coxeando entre obedecer ou não, a jovem Dinah foi abordada pelo "príncipe da serpente" e "cedeu" aos sussurros encantadores sendo levada a uma situação de vergonha e dor...

Conclusão:

Chaverim (amigos),
Não podemos nos deixar encantar pelas cores, pelos sons e pelos sabores do mundo, ao ponto de termos dúvidas sobre nossa vocação, nosso chamado. Se sucumbirmos a isto, estaremos a merce da "velha serpente" que seduziu a Chava (Eva) e Adam (Adão) e, por que não dizer, a Dinah filha de Ya'akov. Lembremos das palavras de um outro Ya'akov. Ya'akov ha tsadik (Tiago o justo) perek (capítulo) 4 passukim (versículos) 4 e 5:

"Infiéis, não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra YHWH? Portanto qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de YHWH.
Ou pensais que em vão diz a escritura: O Espírito que ele fez habitar em nós anseia por nós até o ciúme?"

3 comentários:

  1. Puxa Yochanan, muito boa a reflexao.
    Engraçado como voces homens tem um dom de "encontrar" coisas no meio do texto Biblico que sao fantasticas. Meu esposo consegue ver coisas que eu nao consigo rssss... Eu nao tinha enxergado por ex, esse aspecto do acampamento entre os 2 montes.. nem me toquei desse precioso detalhe.
    Que o Eterno continue a abençoar voces.

    ShabatShalom

    ResponderExcluir